Ebook: 11 Dicas Que Você Precisa Saber Hoje Para Economizar Dinheiro

Cadastre Seu Email Agora E Recebe O Ebook Grátis!

Educação Financeira

6 passos de como sair das dívidas que vão transformar sua vida financeira

Como sair das dívidas? Essa pode ser pergunta que você estar fazendo neste momento, mas para a sua surpresa, 57.10% dos brasileiros estão na mesma situação que você.

Infelizmente, o endividamento no Brasil atinge muitas pessoas e as consequências para a vida pessoal e/ou familiar, não são boas! Por isso, saber como sair das dívidas é a decisão mais importante que você toma para ajustar sua gestão financeira pessoal.

Abaixo é apresentado algumas consequências do endividamento.

  • Aumento da dívida pessoal.
  • Impede a realização de projetos familiar, como por exemplo, a compra da casa própria.
  • Perda de reputação no mercado o que dificulta a liberação de serviços em bancos ou compra no comércio.
  • Aumento do estresse na família.
  • Obtenção de empréstimos com juros mais altos e etc.

Analisando cada tópico acima, é possível perceber que não vale a pena andar endividado, por isso tenha uma vida com um excelente controle financeiro para saber como sair das dívidas e ficar livre da inadimplência.

Apesar das pessoas terem consciência do seu endividamento, ainda continuam assassinado suas finanças pessoais, comprando de forma desenfreada, usando o cartão de crédito sem nenhum critério, comprando o que não precisam com o dinheiro que não tem e etc.

Por isso, é muito importante que você mude sua concepção sobre o dinheiro, pois esse é o primeiro passo de como sair das dívidas.

SAIBA O QUE VOCÊ PRECISA FAZER PARA NÃO FICAR ENDIVIDADO

como sair das dívidas

Se você não se encontra na situação de endividado, então esse tópico servirá para você como vacina, ou seja, para impedir que você “desfrute” dessa situação na sua vida.

Infelizmente, mais da metade dos brasileiros estão endividados e muitos deles não conseguirão honrar seus compromissos, pois não estão dispostos a fazerem mudanças na sua vida que proporcionarão uma melhor gestão dos seus recursos.

Se você está com sua gestão financeira pessoal organizada, então saiba o que fazer para não entrar no caminho do endividamento, pois saber como sair da dívidas é simples, porém colocar o orçamento no eixo é uma tarefa muito difícil.

Não gaste mais do que você ganhar

como sair das dívidas equilibrio

Você sabe que o seu padrão de vida está intimamente ligado ao valor mensal do seu salário e se essa informação for negligenciada, em pouco tempo problemas financeiros vão acometer sua família. Se o fruto do seu trabalho é um salário é de R$ 2.000,00, você não conseguirá viver num padrão de R$ 3.000,00.

Por isso, organize sua vida em função do seu salário, mantendo um forte controle financeira para que você não faça parte da classe dos endividados.

Alguns estudos indicam uma proporção que você deve usar seu dinheiro para que sua vida possa transcorrer de forma saudável no âmbito financeiro. Entretanto, vale a pela você analisar sua situação e criar a sua metodologia.

  • 10% do seu salário deve ser poupado todos os meses.
  • 70% do seu salário deve ser usado para sua manutenção.
  • 20% do seu salário deve ser usado para pagar dívidas.

Talvez essa realidade para você não seja possível, então crie uma forma de alocar seu salário para os diversos compromissos que você tem. 

Fuja dos gastos desnecessários

como sair das dívidas gastos

Infelizmente, muitas pessoas compram o que não precisam com o dinheiro que não tem. Esse vem sendo um dos grandes responsáveis pelo seu endividamento.

Apesar de não ser um hábito simples de ser vencido, é necessário que você aprenda a superá-lo, para que sua saúde financeira possa alcançar os níveis que você sempre almejou.

Uma das melhores formas de fugi dessas comprar desnecessárias é mudando sua rotina, ou seja, ao invés de ir para o shopping passear com os filhos ou amigos, procure outros locais que promovam a mesma realização, sem que você precise sacar o cartão de crédito para comprar coisas caras.

Substitua despesas caras por outras mais baratas

Ao fazer um controle financeiro, você perceberá onde seu dinheiro está sendo usado e poderá tomar decisões para economizar, sem sacrificar sua vida.

Para você entender melhor esse tópico, vou conta uma situação que aconteceu no meu orçamento familiar.

Eu e minha esposa pagamos R$ 210,00 de celular, julgo um valor alto e por esse motivo fiz uma pesquisa em outras operadoras para saber se conseguiria baixar esse valor.

Para minha surpresa, conseguir achar um plano interessante para mim e minha esposa e o valor final ficou em R$ 110,00.

Com uma simples pesquisa, após analisar meu controle financeiro, conseguir reduzir minha despesa com telefone em R$ 110,00 por mês que se aplicado a uma taxa de juros de 1% ao mês durante 30 anos vai gerar um montante de R$ 353.069,24

Analise seu controle financeiro e veja o que pode ser feito para reduzir custos sem “sacrificar” sua vida e o valor economizado, aplique todos os meses para que o juros compostos possam multiplicar esse valor ao longo do tempo.

Faça reuniões constantes com sua família para discutir sobre o orçamento familiar

Você precisa entender que sua família precisa saber como anda a situação financeira familiar. Jamais esconda da sua família sua situação financeira, pois eles são seus maiores aliados na gestão financeira pessoal.

Separar um momento para apresentar para seus filhos, esposa ou marido como anda o orçamento familiar e colocar metas para que seu orçamento possa continuar andado sempre no azul é crucial para sua gestão financeira. 

Um grande erro que você pode cometer é ter vergonha de apresentar para sua família a situação do orçamento familiar. Faça com que as pessoas de sua casa contribuam com você, mas para isso, você precisa fazer reuniões constantes com sua família.

Faça um poupança para os momentos difíceis

Todos nós já passamos por algum momento complicado em nossas vidas e na maioria das vezes, foi necessário ter dinheiro para solucioná-lo, como por exemplo, um filho que ficou doente ou sofreu algum acidente.

Infelizmente passamos por essa situações e na maioria das vezes não conseguimos evitar que elas ocorram, entretanto podemos passar pelas situações com menos sofrimento e preocupação, se fizemos uma poupança para esses momentos.

Separe todos os vezes parte do seu salário e aplique num investimento de liquidez diária visando sacá-lo no momento em que ocorrer alguma situação que exija dinheiro para solucioná-la, você perceberá que o sofrimento será menor.

CONHEÇA 5 ERROS QUE 90% DAS PESSOAS ESTÃO COMETENDO E QUE DETONA O ORÇAMENTO FAMILIAR

como sair das dívidas erros

Infelizmente, muitas famílias estão endividadas por causa de decisões erradas que tomaram e por não terem um controle financeiro de qualidade, não sabem como sair das dívidas.

Saber como sair das dívidas não é uma tarefa simples, pois requer muita dedicação, esforço e, principalmente, renúncia dos prazeres proporcionado pelo dinheiro.

Por isso, é necessário que você entenda que seu sucesso financeiro não está diretamente relacionado com a sua receita, mas como você equilibra receitas e despesas. Se esta é maior que aquela, certamente, você vai ficar endividado.

Além disso, se você não tem capacidade de gerenciar um orçamento de R$ 3.000,00 por mês, então não adianta você ganhar R$ 15.000,00 por mês, pois o problema gerado por você será ainda maior e mais difícil será para você sair das dívidas. 

Abaixo comentarei sobre 5 erros que você comente que detona seu orçamento familiar.

Não anotar os gastos que tem

O maior pecado capital que você pode cometer no seu orçamento familiar é não saber para onde vai seu dinheiro. Como você quer ter uma gestão eficiente do seu orçamento familiar se não sabe aonde está investindo ou desperdiçando seu dinheiro?

Por isso, crie no seu celular uma nota para registrar todos os gastos do mês e com um auxílio de uma planilha em Excel, por exemplo, coloque sua receita e gastos para saber como anda sua saúde financeira.

De posse dessas informações, analise quais gastos você pode cortar para que seu orçamento familiar possa ficar no azul, visando a possibilidade de poupar parte de sua renda para investir em algum aplicação que incida juros compostos.

Não ter um controle financeiro

Para que você tenha um controle financeiro eficiente, é necessário anotar todos os seus custos para tomar decisões corretas visando manter seu orçamento familiar sempre no azul.

Com essas informações você poderá analisar a porcentagem do seu salário que está sendo usada para pagar as despesas de custos fixos, custos semi fixos e variáveis.

  • Custo fixo: Valor constante ao longo dos meses, como por exemplo, a parcela do financiamento.
  • Custo semi fixo: São custos que podem sofrer variações mês a mês, como por exemplo, a conta de água ou energia.
  • Custos variáveis: São custos que podem existir ou não no seu orçamento, como por exemplo, sair para o restaurante.

Diante desses conceitos, você poderá tomar decisões visando reduzir suas despesas para iniciar o processo de poupar parte de sua renda. 

Ter mais de um cartão de crédito

Você precisa entender que o limite do cartão de crédito não é um renda extra, mas um “empréstimo” que a operadora passa para você e caso você não pague a fatura em dia, vai incidir uma taxa de juros absurda todos os meses.

Um dos grandes erros que você pode cometer com o seu orçamento familiar, é utilizar mais de um cartão crédito. O ideal, é que você tenha apenas um cartão de crédito, para concentrar todos os seus gastos, com limite equivalente a 30% da sua receita mensal.

Não ter reuniões frequente com a família

Conversar com sua esposa e filhos sobre sua situação financeira é muito importante para o sucesso financeiro, pois todos vão querer contribuir, de alguma forma, para manter o orçamento numa zona de conforto para todos.

Além disso, você vai ensinar a seus filhos como cuidar da finanças pessoais e como sair das dívidas quando eles estiverem casados, permitindo que a família dele sofra menos ou até mesmo não tenham problemas com as finanças.

Faça com que todos da sua casa estejam comprometidos com as questões financeiras familiar, coloque metas, determine prazos e cobre resultados de cada um. Com o passar do tempo, o estresse não haverá mais, pois seu orçamento familiar estará de “vento em popa”.

Consumo desenfreado

Tenha cuidado com o consumismo sem critério, pois ele vem sendo um dos grandes vilões do orçamento da familiar, além de dificultar as pessoas de pagarem suas dívidas.

Saber como sair das dívidas não é difícil e neste artigo você está aprendendo várias dicas sobre esse assunto, porém colocar em prática vem sendo a grande dificuldade das pessoas.

Se você está acometido pelo consumo desenfreado, procure mudar sua rotina diária (se você almoça todos os dias no shopping, comece a almoçar em outro lugar com menos opções de gasta dinheiro) para que seus custos possam diminuir e assim manter uma gestão financeira pessoal de qualidade.

CONHEÇA 06 PASSOS DE COMO QUITAR SUAS DÍVIDAS E DESFRUTAR DE UMA VIDA MELHOR E MAIS DIVERTIDA

como sair das dívidas passos

Se você chegou até aqui é porque deseja mudar sua vida financeira o mais rápido possível. Os tópicos anteriores são importantíssimos para seu sucesso financeiro, mas neste, você conhecerá dicas que vão mudar sua situação financeira rapidamente.

O segredo para seu sucesso financeiro, é colocar em prática todas as dicas que estão sendo dadas neste artigo.

Reconheça sua situação financeira atual

Poucas pessoas estão preocupadas em saber como anda suas finanças e esse comportamento vem sendo uma dos principais responsáveis pelo elevado endividamento.

Na verdade, não dedicamos tempo necessário para saber como anda nossas finanças e por causa disso, atribuímos a crise que o país está passando as nossas dificuldades financeiras quando na verdade, somos o único responsável por está com o orçamento no “vermelho”.

A partir do momento que você analisar suas receitas e compara com suas despesas, você poderá saber o que fazer para manter seu patrimônio líquido sempre positivo. 

Outro ponto importante que você terá ao reconhecer sua situação financeira é a de tomar decisões mais acertadas sobre como sair das dívidas visando impedir que os juros compostos corroam seu dinheiro todos os meses. 

Ter um controle financeiro eficaz

O grande segredo do sucesso financeira está em ter um controle das receitas e despesas de forma eficaz. Ter ciência de sua receita e despesa e manter aquela superior, no mínimo 30% acima, a está é muito importante para seu sucesso financeiro.

Além disso, evitar usar empréstimos, cartão de crédito e cheque especial vem sendo uma excelente opção para quem deseja ter uma saúde financeira satisfatória, pois essas modalidades de créditos apresentam taxas de juros severas e que corroem todo o seu salário.

Tenha meta de poupança

Ter metas para poupar dinheiro é muito importante, pois permite que você se mantenha focado no seu objetivo, dedique esforço e determinação para alcançá-lo sem perder a motivação e alegria.

É importante informar que essa poupança deve ser feita visando solucionar problemas que possam ocorrer e que não depende de você, ou seja, um filho ser acometido com alguma doença.

Muitas pessoas estão focadas em investir seu dinheiro, porém se você não tiver uma poupança emergencial, você vai tirar o dinheiro investido para resolver os problemas.

Negocie suas dívidas

Todos nós sabemos que imprevistos podem acontecer em nossas vidas, por isso você não precisa se condenar caso não tenha conseguido pagar o empréstimo ou a fatura do cartão de crédito.

Se você se encontra nessa situação, a melhor opção de como sair das dívidas é criando lista para organizar suas ideias para lhe ajudar a sair dessa situação. Abaixo apresento como essa lista deve ser feita.

  • Crie uma lista com os débitos com cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, financiamentos e etc.
  • Crie uma planilha no Excel anotando sua receita e todos os débitos que você tem.
  • Analise essa planilha e veja quais coisas você pode cortar do seu orçamento familiar e/ou pessoal.
  • Analise como você pode aumentar sua renda mensal, como por exemplo, fazer doces, dar aulas particulares, revender produtos e etc.
  • Analise quais itens que você tem na sua casa podem ser vendidos, como por exemplo, a bicicleta encostada a anos no seu quintal ou o violão que você não usa mais.

De posse dessas informações, você poderá conversar com seus credores para negociar suas dívidas. O mais importante é que você não assuma um compromisso que não pode pagar, ou seja, se você deve R$ 10.000,00 e só tem disponibilidade para pagar parcelas de R$ 500,00, então não assuma valores superiores.

Outro ponto muito importante e que não pensamos, é sobre problemas que podem surgir, um filho ficar doentes, analise todas as possibilidades, antes de determinar quanto você tem disponível para pagar suas dívidas.

Compre usando dinheiro

Apesar de não ser o hábito das pessoas, a melhor forma de como sair das dívidas é se organizando para fazer comprar com o dinheiro ao invés de usar o cartão de crédito ou cheque especial.

Entenda o seguinte, o limite do cartão de crédito não é uma renda extra, mas um “empréstimo” que a operadora do cartão lhe concede e caso você não pague a fatura em dias, os juros vão agir sobre o montante, sendo responsável por corroer seu dinheiro.

É verdade, que algumas vezes, vamos desejar comprar coisas que apresentam um valor satisfatório e que no momento não teremos posse da quantia para concretizar a compra. O indicado, é você juntar o dinheiro até conseguir ter o valor desejado.

Você precisa entender que esse tópico não é simples de ser realizado, entretanto, se você se dedicar vai aprender a dar mais valor ao seu dinheiro e não perderá nos juros do cartão de crédito e cheque especial.

Pague as dívidas com juros mais altos

O primeiro passo que você dar quando o assunto é como sair das dívidas, é elencar quais débitos possuem juros mais altos.

Os juros são responsáveis por “corroer” seu salário todos os meses e desprezar essa informação vai impedir que você saia das dívidas mais rapidamente. Por isso, dívidas com cartão de crédito e cheque especial devem ser quitadas o mais rápido possível!

RESUMO E CONSIDERAÇÕES FINAIS

Saber como sair das dívidas não é difícil, pois neste artigo você aprendeu o que deve ser feito para sair da condição de endividado para bom pagador.

O grande problema é que as pessoas vão ler esse artigo e muitas delas não conseguirão colocar em prática todas as dicas. Saiba que seu sucesso financeiro está em colocar em prática a maior quantidade de informações possíveis aprendidas neste artigo.

Neste artigo você leu:

  • Saiba o que você precisa fazer para não ficar endividado.
  • Conheça 05 erros que 90% das pessoas estão cometendo e que detona o orçamento familiar.
  • Saiba 06 passos de como sair das dívidas e desfrutar de uma vida melhor e mais divertida.

Além desse artigo, indico o meu mais novo Ebook 11 Dicas Que Você Precisa Saber Hoje Para Economizar Dinheiro. Se você deseja pegá-lo gratuitamente, Clique Aqui!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.